terça-feira, 1 de agosto de 2017

Preâmbulo da Madrugada.




preâmbulo de uma madrugada.
insone?
não sei dizer...
apenas posso sentir.
o dia transcorreu sereno,
o cotidiano repetido,
as flores que nunca percebi
alvas e abertas ao sol.
deveriam estar alí
há um bom tempo...
mas não enxergava!
preâmbulo do que viria?
não sei dizer...
apenas aconteceu
brotou um esperança leve
maliciosa e expectante:
por onde andam todos?
onde ficou o entusiasmo de antes...
vagueio de casa em casa
nem me atrevo a bater na porta
onde está minha coragem?
agora sei...perdida no preâmbulo
da madrugada que se avizinha.

escrito por maria claudete


3 comentários:

  1. Maravilhoso momento querida amiga ,gostei demais ,muitos beijinhos no coração felicidades

    ResponderExcluir
  2. Oi Claudete
    Que poema maravilhoso amiga
    Encantada com o seu versejar. Parabéns
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. A madrugada tem seus encantos e acolhe os românticos, os poetas e você adentrou por esta com bela arte na construção/inspiração nesta busca ao que nos completa.
    Aplausos amiga.
    Bjs de paz.

    ResponderExcluir